Boas Dicas para amamentação

O ato de amamentar um bebê é um dos grandes momentos para a mamãe, seja de primeira viagem ou não. Além de conectar o bebê à mãe, não só pelo contato físico, mas também pelo sentimental, é essencial para a saúde do bebé. Conheça dicas valiosas para realizar uma amamentação de sucesso.

 

amamentação

 

1. Higiene: Você deve higienizar corretamente as mãos e os mamilos. Os mesmos devem ser lavados antes e após as mamadas. Deve-se também atentar-se para que estejam secos. Isso colabora para a saúde do bebê.

2. Dar o peito: Parece natural, mas umas das ações mais importantes é saber dar o peito. Por exemplo, o bebê pode ficar estressado por algum motivo e não pegar corretamente o peito. Entenda os sinais que o bebê passa e se ele começar a mover a cabeça de um lado a outro ou colocar a mão na boca, pode estar querendo mamar. Esteja preparada e descansada, escolha um local confortável e tranquilo. Experimente várias técnicas para amamentar e mude de posição. Não tenha medo, você encontrar o melhor jeito para amamentar para você e para o bebê.

3.  Tempo de amamentação: Leva aproximadamente um período de 10 a 15 minutos para um bebê recém-nascido esvaziar um seio cheio de leite. A duração total, considerando intervalos e o arroto, leva em torno de de 30 minutos. O início é mais rápido com leite saindo mais depressa e com o passar dos minutos o ritmo desacelera, saciando o bebê. Não prolongue as mamadas além de meia hora para manter o bebê com saúde e até mesmo os próprios mamilos sem machucá-los.

4. Tenha uma bomba: Sabe aquele compromisso imperdível ou aquela vontade de sair um pouco da nova rotina? A bomba tira-leite é a salvação. Ela pode ajudar não só enquanto você estiver fora, mas também serve muito bem para estimular e garantir o aleitamento. Depois de terminar a mamada, use a bomba tira-leite para tirar todo o leite do peito e garantir mais leite.

5. Ajuda profissional: Se o peito estiver machucado, com sangue e você sentir muita dor, é sinal de que a pega pode não estar adequada. No começo os bicos doem um pouco, é natural, mas se a dor persistir e os machucados continuarem, procure um médico de sua confiança. O médico pode sempre ajudar no processo de amamentação.

Esperamos ajudar as mamães com essas dicas simples!

Anúncios

O Mundo dos contos de fadas!

Que criança não gosta de se fantasiar dos personagens dos contos de fadas?

Seja para o aniversário, ir a uma festa, ir brincar no playground ou até à praia, elas amam estar fantasiadas e se sentirem verdadeiras princesas! São as inspirações mais lindas e verdadeiras que as crianças têm quando vivem uma infância plena.

O tema de hoje é fantasia infantil e vamos dar dicas para você combinar os sapatinhos Flávia Mendes com as fantasias e assim compor o look ideal para suas filhas ao fantasia-las como as personagens da moda.

Todos os calçados a partir de R$ 49,99!

Veja abaixo as fantasias infantis dos personagens mais procurados:

Frozen

 

Minnie

 

Cinderela

 

Branca de Neve

 

Mulher Maravilha

 

 

 

Mães de primeira viagem: os medos, as incertezas e como superar!

Ser mãe é um processo repleto de novidades e também é natural que junto venham os receios e inseguranças dessa nova fase da vida!

Hoje vamos olhar quais as principais dúvidas e medos de quem vai ter o primeiro filho.

O nascimento do primeiro filho é uma alegria inenarrável para a mãe, para o pai, para a família em geral. Mas junto dos bons sentimentos vem também grande responsabilidade. A responsabilidade de cuidar e prover para uma nova vida. Com isso, surgem muitos medos e até paranoias. Mesmo que os pais se preparem muito para a chegada do primeiro filho, não há como negar: é um baita desafio. Porém, é também normal, pois inseguranças e incertezas fazem parte da vida.

Confira alguns dos principais medos e os mais comuns entre pais de primeira viagem:

Medo do parto

O parto é uma experiência única. Um momento intenso que une milhares de pensamentos, sensações, sentimentos e até fantasias.

É normal ter medo do parto e de como fazê-lo, pois envolve a geração de uma vida, um filho.

Ter o acompanhamento médico é indispensável. A segurança que um profissional passa pode tornar tudo mais fácil, por isso ter confiança no médico é muito importante.

Também é necessário que o casal se prepare buscando o máximo de informações possível, e até cursos para gestação ou ainda um pré-natal psicológico. Os medos, se ainda for algo relevante, vai embora quão maior for o conhecimento e tudo ficará mais fácil.

Medo de não conseguir amamentar

A amamentação envolve acima de tudo muita disciplina, ainda mais no início. As mamadas são periódicas e medidas em tempo e não em quantidade, por isso vai exigir paciência, dedicação e tempo, e a mãe deve estar disposta.

O leite materno é o alimento mais completo para a criança, além de fortalecer a ligação amorosa entre mãe e filho, por ser o primeiro contato físico entre ambos.

A amamentação se trata de um aprendizado. Por isso, o medo será superado através de busca por informações, leitura e cursos.

Medo de a criança não estar bem alimentada

O ideal aqui é o acompanhamento médico. É imprescindível que haja visitas periódicas ao pediatra de sua confiança, e que seja regularmente, nos primeiros seis meses de vida do bebê.

As visitas vão servir para que o bebê tenha acompanhamento do crescimento de peso e altura e também serve para orientação aos pais quanto a melhor maneira de alimentar o bebê, além de ver se a rotina das mamadas estão satisfatórias.

Medo de educar um bebê

É inevitável o questionamento dos pais se serão capazes de criar e educar um bebê. Essa dúvida já começa assim que vem a notícia da gravidez. É muito comum e todos os casais já tiveram essa insegurança pelo menos em um dia da gestação.

O melhor a fazer aqui é o autoconhecimento do casal, a conversação entre os pais e a busca por métodos e informação de como educar os filhos.

É natural que erros aconteçam, mas é igualmente importante que esses erros ajudem no aprendizado. Apenas no dia a dia cotidiano é que os pais vão se familiarizar com os novos papeis que lhes cabem e aprender a educar seus filhos. Uma coisa pode-se garantir, ninguém nasce sabendo como educar um filho, e é necessário que saber conviver com as falhas se e quando elas surgirem.

Inúmeros são os especialistas que dizem que o autoconhecimento e a busca por informações é o mais importante, e sempre que precisar procure uma ajuda profissional!

Não se preocupe, vai dar tudo certo, pois todos os medos são superados facilmente por um sorriso desses no fim do dia! 😉

baby

Dicas de como combinar sapatilhas com roupas de inverno!

Sim, sapatilhas são usadas em qualquer época do ano, sendo coringas para o seu look!

As sapatilhas são amadas pelas brasileiras, principalmente pelo seu conforto! Por isso existem muitas mulheres que não largam as suas sapatilhas por nada, em nenhuma época do ano, preferindo-as sempre a usar outros tipos de calçados, como o salto alto. Além disso, as sapatilhas podem ser utilizadas em composições das mais formais até as mais casuais do dia-a-dia!

Ainda que as botas ou calçados mais encorpados sejam bem solicitados no inverno, as sapatilhas são ótimas opções para substituí-las, especialmente para deixar o visual mais leve. As sapatilhas podem combinar com calças de diversos materiais e caem perfeitamente com jaquetas e jeans.

Por exemplo, um look bem delicado pode ser criado ao combinar saias ou shorts com meias calças e finalizando com uma sapatilha da mesma cor, tudo com muita atenção com a silhueta.

O que diferencia usá-las em diferentes ocasiões e estações do ano são as características de cada uma das sapatilhas e sua versatilidade, ou seja, a característica do calçado, em termos de cores, detalhes e materiais.

As dicas abaixo farão você acertar em cheio na hora de escolher com qual roupa vai combinar com aquela sua sapatilha favorita.

Combinando com Calça Jeans Skinny

A calça jeans skinny é uma das mais procuradas pelas brasileiras, por ser justinha ao corpo, e acaba deixando as pernas em destaque. Você pode combinar com sapatilhas da mesma cor da calça skinny ou ainda em tons neutros, podendo trazer o efeito de alongar a silhueta.

Outra dica é que usando sapatilhas que deixam aparecer o começo dos dedos, dá a sensação de que a mulher é mais alta. Para incrementar no visual, você pode também dobrar a barra da calça e deixar o tornozelo a mostra, pois este truque é usado também para alongar a silhueta.

calça skinny

Veja algumas opções de sapatilhas para combinar com a calça skinny:

http://www.flaviamendescalcados.com.br/sapatilha_feminina_mocassim_dourada_light_talmaetalfilha/p

http://www.flaviamendescalcados.com.br/sapatilha_feminina_plisson_bege_mae_e_filha/p

http://www.flaviamendescalcados.com.br/slipper_adulto_bico_fino_matelasse_jeans_mae_e_filha/p

http://www.flaviamendescalcados.com.br/sapatilha_adulto_azul_bico_fino_laco_duplo_mae_e_filha/p

http://www.flaviamendescalcados.com.br/slipper_adulto_jeans_mae_e_filha/p

Combinando com Calça Flare

A calça flare traz a boca mais larga, é uma ótima opção para montar um visual para o dia-a-dia, e cai super bem se combinada com camisas.

Porém, atenção, meninas, este modelo de calça pode achatar a silhueta se a boca for muito aberta, o melhor é avaliar o modelo com o tipo físico.

Neste caso, as sapatilhas de bico fino são as melhores opções para combinar com as calças flare, pois passam a impressão de alongamento da silhueta.

calça flare

Veja algumas opções de sapatilhas para combinar com a calça flare:

http://www.flaviamendescalcados.com.br/sapatilha_adulto_preta_listrada_bico_fino/p

http://www.flaviamendescalcados.com.br/sapatilha_adulto_jeans_de_bico_fino_mae_e_filha/p

http://www.flaviamendescalcados.com.br/sapatilha_mocassim_feminina_verniz_preto_mae_e_filha/p

http://www.flaviamendescalcados.com.br/sapatilha_adulto_preta_de_bico_fino_mae_e_filha/p

http://www.flaviamendescalcados.com.br/sapatilha_adulto_bico_fino_vermelha_laco_duplo_branco/p

Combinando com vestidos longos

Os vestidos longos são peças que sem dúvidas são ótimas opções para o trabalho, sendo bastante confortáveis, e especialmente para trazer frescor e fugir das calças nos dias mais quentes.

Muitas mulheres gostam dessa combinação principalmente por deixar o look despojado e confortável.

Para usar vestidos longos com sapatilhas, observe o comprimento do vestido que irá usar, para que não arraste a barra no chão, o que pode danificar o vestido.

Vestidos com estampas pedem sapatilhas com cores mais neutras. Vestidos lisos podem combinar com sapatilhas coloridas e com texturas.

Na combinação com vestidos longos, as sapatilhas de bico arredondado são as mais indicadas.

vestido longo

Veja algumas opções de sapatilhas para combinar com vestidos:

http://www.flaviamendescalcados.com.br/sapatilha_plisson_vermelha_talmaetalfilha/p

http://www.flaviamendescalcados.com.br/slipper_adulto_listrado_azul_e_branco_mae_e_filha/p

http://www.flaviamendescalcados.com.br/sapatilha_adulto_off_white_com_strass_mae_e_filha/p

http://www.flaviamendescalcados.com.br/sapatilha_adulto_laco_de_lado_amarela_princesa/p

http://www.flaviamendescalcados.com.br/sapatilha_adulto_vermelha_princesa/p

http://www.flaviamendescalcados.com.br/sapatilha_adulto_preta_bico_redondo_laco_de_lado_/p

http://www.flaviamendescalcados.com.br/sapatilha_adulto_nude_com_fita_verniz_e_fivela/p

 

 

 

Como melhorar seu sistema imunológico naturalmente

Estamos na época mais fria do ano, o nosso querido inverno! Bruhhh!

Com as temperaturas ficando abaixo de 10º graus em várias partes do país, por onde quer que a gente passe, sempre tem alguém tossindo ou espirrando ao nosso redor. 😦

gripe

Hoje vamos escrever sobre como melhorar o sistema imunológico de forma natural! 🙂

Essas dicas vão ajudar você e sua família a não ficarem doentes tão facilmente e tornar seu corpo mais resistente e melhor equipado para brigar com doenças quando elas quiserem te pegar!

Quem nunca passou por épocas em que, por mais coisas que fizéssemos para melhorar, parecia que a gripe, tosse ou resfriado nunca passava (e se alongava por mais dias e dias)?! Apesar dos esforços para manter as mãos higienizadas e outras precauções pareciam não valer de nada.

Com essas dicas abaixo os tempos vão mudar e você raramente ficará doente.

Aromaterapia e Óleos Essenciais:

O conceito de utilização da aromaterapia para melhorar o sistema imunológico já é bastante difundida. E é sabido que os benefícios de produtos naturais são mais saudáveis que os medicamentos químicos e os produzidos em larga escala.
Quem se propõe a utilização de óleos essenciais e aromaterapia tem que estar ciente que a transição, que envolve um novo estilo de vida, não acontece em alguns minutos, mas durante um período mais longo. É após este tempo que você vai colher os benefícios de ser mais saudável do que nunca em sua vida.
A aromaterapia está correlacionada a ativação de propriedades antivirais que impulsionam a imunidade, além de aumentar a contagem de glóbulos brancos.

Alguns dos óleos que auxiliam no fortalecimento do sistema imunológico, são:

Bergamota
Camomila Romana
Lavanda
Limão Tahiti ou Siciliano
Mirra
Tomilho

Podem ser usados no difusor, que libera o aroma automaticamente, em massagem ou em banhos.

Para aromatizar com o difusor, utilize:
25 gotas de óleos essenciais sendo:
10 gotas de Tomilho
10 gotas de Tea Tree
05 gotas de Limão Siciliano
Para massagem:
03 colheres de sopa de óleo vegetal de  gergelim
03 gotas de Tea Tree
02 gotas de Tomilho
02 gotas de Limão Siciliano.

Multivitamínicos e Alimentação saudável

As principais vitaminas que precisamos para melhorar nosso sistema imunológico são: vitaminas A,C, E, ácido fólico, zinco e selênio.

São comumente encontradas nos seguintes alimentos:

Vitamina A: encontrada em alimentos de origem animal como leite e ovos e vegetais como brócolis e couve, cenoura e abóbora.

Vitamina C: alimentos fonte de vitamina C são: Frutas: abacaxi, acerola, goiaba, laranja, limão, tangerina, kiwi, caju e morango. Legumes e verduras: pimentão, rúcula, alho, cebola, repolho, espinafre, tomate, agrião e alface.

Vitamina E: Os principais alimentos: óleos vegetais (soja, palma, amendoim, milho, cártamo, girassol, oliva), nozes, sementes de girassol, kiwi, gérmen de trigo, vegetais de folhas verdes, grãos integrais, peixes e leite de cabra.

Ácido fólico: Encontrado em alimentos como feijão, laranja, amêndoas, amendoim, lentilhas, cereais, espinafre, brócolis, couve e todos os vegetais verdes, soja, milho, avelã, caju, tomate, cogumelos, ovos e leite

Zinco: As principais fontes de alimentos ricos em zinco são ostras, camarão, carnes bovina, de frango e de peixe, fígado, gérmen de trigo, grãos integrais, castanhas, cereais, legumes e tubérculos. Frutas e hortaliças em geral, são pobres em Zinco e são menos aproveitadas pelo organismo.

Selênio: O selênio é um mineral com um alto poder antioxidante, facilmente absorvido pelo organismo, encontrado especialmente na noz e em alguns vegetais cultivados em solos ricos em selênio, além da carne de animais que pastaram em solos ricos em selênio.

Por mais que gostaríamos de dizer que é possível adquirir todos os nutrientes que necessitamos da alimentação do dia-a-dia, infelizmente não é sempre verdade.

Até as pessoas mais saudáveis tem dificuldade de obter a quantidade ideal de nutrientes para uma saúde excelente.

O ideal é combinar a alimentação saudável com a complementação de multivitamínicos. Porém, cada corpo tem uma composição diferente, e excesso ou ausência de determinados nutrientes específicos. O importante é consultar um nutricionista ou nutrólogo para que identifique com exatidão qual é a sua deficiência para corrigir com a vitamina correta, e assim tenha uma alimentação balanceada.

Probióticos

Presentes nos alimentos funcionais, como iogurtes, leites fermentados, coalhadas, entre outros, os probióticos auxiliam no funcionamento do sistema digestivo, cardíaco, imunológico e também altera o metabolismo, para melhor!

Vocês sabiam que 80% do nosso sistema imunológico estão no sistema digestivo?

Por isso os probióticos são tão importantes! Além disso, são capazes não apenas de melhorar a flora bacteriana dentro do intestino, como a própria flora ginecológica.

Há estudos que revelam, inclusive, a prevenção de doenças respiratórias em crianças e idosos que passam grande parte do tempo em ambientes fechados, como creches e asilos.

Queríamos ter uma varinha mágica para fazer as doenças irem embora num passe de mágica, especialmente para nossos pequeninos.

Felizmente, e com essas dicas, você poderá manter sua família saudável nesses períodos de frio.

Daminhas de honra

As daminhas são partes essenciais de um casamento e todo mundo fica na expectativa da entrada delas na cerimônia. O momento só perde para a entrada do noivo e, obviamente, da noiva.

Elas trazem doçura e descontração ao casamento e deixam as fotos muito fofas! É aquele momento do: “Oinn, que gracinha!!!” rsrs

As daminhas podem ter várias funções diferentes no casamento e cabe à noiva decidir, de acordo com o que sempre sonhou para o seu momento tão especial.

Entre as principais funções, estão:

  • Levar as alianças;
  • Carregar plaquinhas com mensagens para os noivos ou convidados;
  • Levar a bíblia;
  • Jogar pétalas de flores pelo corredor da igreja;

Entre outras.

Nos dias de hoje, cada vez menos se aplicam as tradições e regras formais para os casamentos. As daminhas podem estar ou não acompanhadas do pajem, pode ser várias ou apenas uma. A idade da(s) daminha(s) também pode variar muito, podendo ser dos três a oito anos ou maiores entre 14 e 23 anos.

Vestido

Em relação ao vestido, este também deve ter a aprovação da noiva, pois ela pensou em cada detalhe na hora de sonhar e organizar o seu grande dia. Ela pensou nas cores, nos estilos, em tudo, nada mais justo que a noiva dar o aval sobre o vestido da daminha, não é mesmo?! Atente-se para o local e horário da cerimônia também, pois algumas características podem influenciar nas cores, forma e tecido do vestido.

O ideal em relação ao vestido é que seja no estilo princesa e com comprimento até o joelho, como na foto abaixo, para daminhas mais novas. Os tons de vestidos variam muito também, mas normalmente seguem as cores branca, pérola ou tons pastéis.

daminhas de honra vestido

Sapatos

Os sapatos também são partes essenciais na escolha do look da daminha. Ficam bastante em evidência e aparentes, pois, normalmente, o vestido tende a ser mais curto e não ir até o chão.

Porém, neste item, não tem muito mistério na escolha do modelo e cor.

O sapato ideal, até pela idade das daminhas, é a sapatilha. As sapatilhas podem combinar com o vestido, com a estampa (se for o caso) ou ainda com os acessórios que a daminha estiver usando ou levando.

Logo, a sapatilha da dama de honra pode ser nas cores branca, rosê, tons pastéis, pérola, entre outros.

Nós da Flávia Mendes, temos algumas opções que se encaixam perfeitamente neste perfil de sapatilha para daminha de honra (ver modelos e links abaixo).

Lembre-se também: opte sempre pelo conforto, para não machucar os pezinhos das lindas daminhas.

sapatos daminhas de honra

Na ordem:

http://www.flaviamendescalcados.com.br/sapatilha_baby_laco_de_lado_com_strass/p

http://www.flaviamendescalcados.com.br/sapatilha_baby_nude_listrada_bico_fino/p

http://www.flaviamendescalcados.com.br/sapatilha_mocassim_infantil_perola_mae_e_filha/p

http://www.flaviamendescalcados.com.br/sapatilha_baby_off_white_com_strass_mae_e_filha/p

http://www.flaviamendescalcados.com.br/sapatilha_baby_branca_de_neve_branco_mae_e_filha/p

http://www.flaviamendescalcados.com.br/sapatilha_baby_nude_com_fita_verniz_e_fivela/p

Acessórios para o cabelo

O mais importante nesse quesito é que o acessório traga delicadeza ao look da daminha. Comumente, as tiaras cumprem bem esse papel, que podem conter ou não pérolas. Mas sabemos que algumas crianças não gostam muito de usar tiaras, pois podem incomodar um pouco. Talvez uma presilha ou lacinho com renda possa ajudar a manter o visual durante a cerimônia rsrs.

tiara daminha de honra

 

Esperamos ter ajudado com essas dicas, mas lembre-se da importância de deixar a daminha de honra confortável, pois é comum que cerimônias sejam cansativas para nossas pequenas princesas.